Cifra de César – Criptografia Monoalfabética

logo

Hoje irei falar um pouco sobre criptografia monoalfabética, algo que atrai muitos dos entusiastas da tecnologia, uma das mais simples e conhecidas técnicas de criptografia.

Tem sua origem do grego:

  • Kryptos = escondido                      
  • Gráphein = escrita

Desenvolvida com o intuito de possibilitar à dois indivíduos se comunicar de forma segura, ou seja, consiste em cifrar uma informação que será enviada pelo remetente de forma que, caso esta informação seja interceptada por algum intruso, ele não seja capaz de entende-la.

Código de César

Conta a história que Júlio César utilizava um código nas mensagens enviadas a seus generais, um sistema simples de substituição, no qual cada letra da mensagem original era trocada pela letra que se situa três posições à sua frente. Ficando da seguinte forma:

Cada letra “A” era substituída pela Letra “D”, “B” por “E” e assim sucessivamente.

Qualquer código que tenha esse padrão é considerado um código de César.

O alfabéto possui 26 letras, dessa forma pode-se cifrar o texto de 26 formas diferente

Vejamos um Exemplo:

Texto original:

clube dos geeks

Texto cifrado:

foxeh#grv#jhhnv

Obs. “#” representa o espaço quando substituído.

Podemos reparar que a letra “c” será sempre substituída pela letra “f”, assim como a letra “e” sempre pela letra “h”, ou seja à um padrão.

Decifrando:

Imaginando que essa mensagem foi interceptada, para decifra seria utilizado o método de força bruta, escrever repetidas vezes a palavra deslocando uma letra de cada vez.

Vejamos:

Deslocamento

Mensagem

0

foxeh#grv#jhhnv

1

enwdg#fqu#iggmu

2

dmvcf#ept#hfflt

3

clube dos geeks

Mas os inimigos de César eram analfabetos! Assim ficou conhecido como o código de César “O cara que contribuiu para TI”.

Cifra Monoalfabética

É uma melhoria do código de César, ao invés de trocar as letras seguindo um padrão de deslocamento fixo, troca qualquer letra por qualquer outra. Dessa forma existe 26! combinações “permutações de 26 letras” possíveis. Inviabiliza força bruta “manual”.

Decifrando

Para decifrar teria que utilizar técnicas mais avançadas, uma delas é a análise da linguagem.

Aplicativo Java

Bem espero que gostem, segue uma pequena aplicação em java como exemplo, até a próxima.

1

Baixar Código Fonte: botão-baixar

Baixar o App: botão-baixar

[ads2]

Referencias:

http://www.gta.ufrj.br/grad/10_1/aes/index_files/Page1294.htm

http://pt.wikipedia.org/wiki/Cifra_de_substitui%C3%A7%C3%A3o_monoalfab%C3%A9tica

http://www.comp.ita.br/~marck/TrabAutom/criptografia/Criptorafia-10.htm

Sobre o autor:

Servo de DEUS, Pós-Graduando em Docência do Ensino Superior - IDJ/UVA, Graduando em Automação Industrial - IFCE, Tecnólogo em Analise e Desenvolvimento de Sistemas - FALS, casado com a mulher mais maravilhosa, Tamires Alencar e amante Java, Games, Eletrônica, Robótica, Violão, Aviação...

Postagens relacionadas:

2 respostas

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.